Blog Forense Financeiro

Quando a Catástrofe Acontece: O Custo da Interrupção de Negócios
5 de Agosto de 2020

Quando a Catástrofe Acontece

Por: Kaye Shelton

Os desastres naturais parecem estar ocorrendo com mais frequência e intensidade do que há quinze anos. De acordo com um relatório de 2019, Weather, Climate & Catastrophe Insight, da Aon’s Reinsurance Solutions, 41 eventos individuais de desastres naturais na casa dos bilhões de dólares ocorreram em 2019, o que ficou acima da média de 31 eventos que datam de 2000 e acima dos 36 eventos de 2017. No total, os custos econômicos dos 409 eventos de catástrofes naturais de 2019 foram de US$232 bilhões, com seguros cobrindo US$71 bilhões deste total geral. Isto criou o quinto ano mais caro do registro de perdas seguradas.

Incêndios, furacões, terremotos e temperaturas extremas contribuem para que os bilhões de dólares sejam pagos como perdas seguráveis. Estes são os tipos de riscos que dificultam a pré-avaliação por serem naturais e, em alguns casos, a intensidade do evento não é previsível.

O risco de um evento catastrófico causar o fechamento de um negócio por um curto prazo, longo prazo ou até permanentemente está crescendo.

Quanto esta interrupção custaria à sua empresa?

Quanto um evento catastrófico custaria à sua empresa depende de vários fatores. Estes podem incluir, mas não se limitam a:

  • A capacidade de mitigar suas próprias perdas, preparando-se para a catástrofe, como um incêndio ou furacão, em direção ao seu local de operação;
  • Ter um plano de prevenção de perdas em vigor;
  • Criação de um local temporário;
  • Utilização de outras instalações próprias para ajudar a mitigar a perda de vendas;
  • Utilização de um concorrente para produzir seu produto a um custo incremental até que você possa reabrir;
  • O tempo real de inatividade causado pelo evento;
  • A utilização de seus próprios funcionários para fazer a limpeza versus a utilização de um assistência externa.

Como calculamos perdas por Interrupção de Negócios.

Como especialistas em contabilidade forense, frequentemente somos chamados a avaliar e substanciar as perdas que uma empresa sofreu devido a um desastre natural ou outro evento catastrófico. Em geral, para calcular a perda por interrupção de negócios em que um segurado incorre, consideramos o seguinte:

Receitas e despesas históricas: Utilizando dados históricos e informações financeiras da empresa, projetamos quanto a empresa teria ganho se a interrupção não tivesse ocorrido.

Receitas e despesas atuais: Apesar da interrupção, o negócio foi capaz de continuar gerando alguma quantia de receita? Que despesas continuaram durante a interrupção?

Deduzir as receitas reais obtidas durante o período de perda (se houver) das receitas projetadas resulta nas receitas perdidas durante o período. Ao rever as despesas históricas como uma porcentagem das receitas históricas, podemos projetar quais despesas deveriam incorrer durante o período de perda, em relação às receitas perdidas calculadas. Finalmente, deduzindo as despesas variáveis (não-contínuas) projetadas (ou economizadas) das receitas perdidas calculadas, podemos determinar o valor da perda de receitas da empresa.

A interrupção dos negócios é obviamente uma questão complexa com uma ampla gama de implicações, desde financeiras até legais e tudo o que está entre elas. Se você estiver enfrentando uma perda, você pode ser solicitado a responder algumas das seguintes perguntas:

  • Você foi capaz de mitigar potenciais perdas de vendas em outros locais?
  • Foram incorridos custos incrementais para mitigar a potencial perda de vendas em outros locais de sua propriedade, ou foram utilizados concorrentes?
  • Houve cancelamento de contratos como resultado do evento?
  • Os seus negócios são sazonais?
  • Há algum fator externo que possa estar afetando as vendas potencialmente perdidas que não estejam relacionadas com o evento?
  • O tempo de inatividade excedeu o período de espera para sua apólice de seguro?
  • Quanto tempo você espera ficar em inatividade, total ou parcialmente?

De quanta cobertura para interrupção de negócios você precisa?

A crescente incidência de desastres naturais e outros eventos catastróficos torna cada vez mais clara a necessidade de uma cobertura de seguro adequada. Mas de quanta cobertura você precisa? A quantidade de seguro necessária é baseada em vários fatores, alguns dos quais incluem:

  • O valor de seu faturamento anual;
  • O número de locais próprios a segurar;
  • Se é possível mitigar perdas potenciais através de outros locais segurados.

Com base nas respostas acima, juntamente com uma conversa mais detalhada sobre seus negócios com seu corretor e gerente de risco, eles o ajudarão a determinar qual é a melhor quantidade de cobertura a ser contratada.

Esteja preparado.

Há algumas coisas simples que você pode fazer para estar preparado para uma perda potencial de interrupção de negócios, tais como conhecer o valor de sua exposição e contabilizar quaisquer mudanças na exposição, efetuar o backup de suas informações financeiras regularmente, compreender sua cobertura de seguro e saber a quem contatar em caso de um evento gerador de perdas.

Embora ninguém queira pensar que um evento catastrófico possa interromper suas vidas ou seus negócios, é melhor estar sempre preparado para o pior.