Blog Forense Financeiro

Criptomoedas e o Papel da Investigação Forense Financeira
15 de Julho de 2020

Se a única pessoa que tiver a chave digital para desbloquear uma criptomoeda no valor de US$190 milhões morrer de repente e ninguém conseguir recuperá-la, será que realmente foram perdidos os US$190 milhões em criptomoeda?

Esse é precisamente o tipo de cenário que levou ao desenvolvimento de novas linhas de apólices no mercado de seguros de criptomoedas. As seguradoras estão projetando apólices para tratar de questões tais como:

  • O que acontece quando chaves privadas são perdidas ou roubadas?
  • Quem é responsável por falhas na blockchain?
  • E o roubo ou o hacking durante a transferência?
  • A cobertura para perdas em cold storage é a mesma que a exposição a hot wallets?

Estas questões fundamentais de valor e responsabilidade são as que os especialistas em finanças forenses serão chamados a responder, já que as seguradoras procuram cobrar prêmios por criptomoedas e os investidores institucionais anseiam por uma versão mais segura da moeda digital.

O Estágio dos Seguros para Criptomoedas

O cenário dos seguros em torno das criptomoedas está evoluindo rapidamente. Philip Martin, Chief Information Security Officer (CISO) da Coinbase, escreveu recentemente uma brilhante síntese sobre o mercado de seguros. Alguns dos pontos chave incluem:

O “Cripto-Seguro” está surgindo

Assim como o mundo bancário tradicional possui seguros da FDIC, os clientes de criptomoedas merecem um nível semelhante de proteção para suas cripto-participações, afirma Martin. Algumas empresas, como a Coinbase, têm apólices de seguro que cobrem criptomoedas em vigor desde 2013. A cobertura tende a ser obtida de um grupo global de seguradoras de primeira linha para pulverizar o risco neste mercado emergente. Esta estrutura permite às seguradoras construírem uma carteira de riscos diversificada e evitar que qualquer perda possa destruir todo o seu negócio.

Martin argumenta que embora o número de seguradoras que entenda dos riscos da criptomoeda tenha aumentado consideravelmente nos últimos anos, ainda há capacidade insuficiente para atender à crescente demanda. São necessários mais agentes neste mercado.

As Apólices estão se Aprimorando

As duas principais classes de seguros em criptomoedas são os mercados de Crime e de Espécie. As apólices de Espécie tendem a focar em danos físicos ou perda de chaves privadas em cold storage (ou seja, o valor do seguro “em repouso”). Normalmente não cobrem falhas específicas ou hacking na blockchain (ou seja, o valor do seguro “em trânsito”).

As apólices de Crime tendem a se concentrar em perdas de hot wallets devido a hacking, roubo de informação privilegiada ou transferência fraudulenta, além da perda de dados chave privados em cold storage. Como os incidentes anteriores acontecem em trânsito, a cobertura para exposição a hot wallets é significativamente mais cara do que para o cold storage.

As apólices atuais são geralmente emitidas para agentes de cambio ou custodiantes, e não diretamente para os proprietários das criptomoedas. No futuro, Martin expressa o desejo de ver uma cobertura onde os proprietários finais das criptomoedas sejam capazes de segurar diretamente seus ativos armazenados com prestadores de serviços transparentes e confiáveis.

Outro aperfeiçoamento da apólice, ele afirma, será encontrar métodos para acompanhar as mudanças na avaliação dos ativos. Neste momento as apólices estão contratadas em Fiatmoney, mas os ativos estão em criptografia. Isto significa que quando os mercados estão tendo um desempenho favorável, pode ser um desafio para as empresas que procuram aumentar os limites das apólices de seguro no mesmo ritmo em que seus preços de ativos estão se movendo. As seguradoras precisam manter ativos digitais para oferecer limites de apólices contratadas em criptomoeda para evitar diferenças na valorização.

Quanta Cobertura é Suficiente?

Martin recomenda que as empresas se concentrem no seguro de valor “em trânsito”, o que significa que as trocas e carteiras devem ter cobertura para crime suficiente para cobrir totalmente suas hot wallets.

Ele diz que os custodiantes devem ter seguro criminal suficiente para cobrir os valores normais das transações de saída do cliente ou o suficiente para cobrir quaisquer ativos acessíveis eletronicamente que não estejam usando cold storage.

A Investigação Forense Financeira Conquistando seu Nicho no Mercado de Criptomoedas

As seguradoras estão agindo sobre as oportunidades que existem para construir programas líderes no mercado de criptomoedas. Mas, dada a complexidade deste mercado emergente, elas também estão reconhecendo que a parceria com uma equipe forense qualificada realmente faz sentido para seus negócios.

Com tantas incógnitas neste segmento de mercado em desenvolvimento, os provedores de seguros precisarão de especialistas forenses financeiros especialmente qualificados para investigar os avisos de sinistro que inevitavelmente surgirão. Os contadores forenses estão posicionados de forma única para quantificar as perdas e apresentar o argumento mais robusto possível.

Eles também podem agir em nome dos demandantes ou em ações coletivas, onde seu objetivo é documentar objetivamente uma avaliação de danos financeiros. Isto exige que eles extraiam inúmeras fontes de dados para estabelecer prejuízos, por exemplo, determinar o valor dos ativos na troca em um ponto específico no tempo.

Os profissionais de investigação forense financeira analisam volumes de dados – desde transações em blockchain, controles internos e medidas de segurança – até descobrir detalhes chave, e muitas vezes minuciosos, que darão suporte ao seu caso.

Os contadores forenses podem trabalhar com o mercado de criptomoedas nos seguintes tipos de questões:

  • Contabilidade de sinistros de seguros;
  • Perdas cibernéticas;
  • Investigações;
  • Valorização de danos;
  • Fraude e corrupção;
  • Suporte a litígios;
  • Depoimento ou testemunhos como peritos.

Em qualquer um desses cenários, o contador forense também pode fornecer suporte litigioso, desde relatórios e documentação até testemunhos periciais. Em cada caso, o objetivo é transformar informações financeiras complexas em provas claras e baseadas em fatos.

Para orientação no tratamento de reclamações relacionadas a criptomoedas, contate um de nossos contadores forenses altamente experientes.